Página Principal > Endocrinologia > Bomba de insulina melhora prognóstico de pacientes com diabetes tipo 1?
pessoa escrevendo a palavra diabetes no quadro

Bomba de insulina melhora prognóstico de pacientes com diabetes tipo 1?

Tempo de leitura: 2 minutos.

As taxas de hipoglicemia grave e cetoacidose diabética são mais baixas com o uso de insulina em bomba em pacientes jovens com diabetes tipo 1? Foi o que respondeu um artigo publicado essa semana no Journal of the American Medical Association.

Para chegar a uma conclusão, pesquisadores realizaram um estudo observacional, incluindo 30.579 pacientes jovens com diabetes tipo 1 de 446 centros de diabetes na Alemanha, Áustria e Luxemburgo, e compararam as terapias com bomba de infusão de insulina e com múltiplas injeções (≥4) diárias de insulina.

Os desfechos primários foram as taxas de hipoglicemia grave e cetoacidose diabética durante o ano de tratamento mais recente; os secundários incluíram níveis de hemoglobina glicosilada, dose de insulina e índice de massa corporal.

Entre os pacientes (idade média = 14,1 anos; 53% do sexo masculino), 14.119 usaram insulina em bomba (duração média = 3,7 anos) e 16.460 injeções de insulina (duração média = 3,6 anos).

Você sabia? ‘Metformina diminui peso em adolescentes com diabetes tipo 1’

A terapia com bomba, em comparação com a terapia com injeção, foi associada a menores taxas de hipoglicemia grave (9,55 vs 13,97 por 100 pacientes-ano; diferença = -4,42 [IC de 95%; -6,15 a -2,69]; p < 0,001) e cetoacidose diabética (3,64 vs 4,26 por 100 pacientes-ano; diferença = -0,63 [IC d 95%: -1,24 a -0,02]; p = 0,04).

Os níveis de hemoglobina glicosilada foram menores com a terapia com bomba (8,04% vs 8,22%; diferença = -0,18 [IC de 95%: -0,22 a -0,13]; p <0,001). As doses diárias de insulina também foram menores com a terapia com bomba (0,84 U/kg vs 0,98 U/kg; diferença = -0,14 [-0,15 a -0,13]; p <0,001). Os pesquisadores não encontraram diferença significativa no índice de massa corporal.

Os benefícios na hipoglicemia foram mais notórios entre as crianças de 6 a 15 anos, e os benefícios na cetoacidose foram mais evidentes nos jovens de 16 a 19 anos.

Pelos achados, os pesquisadores concluíram que, entre pacientes jovens com diabetes tipo 1, o uso da bomba de infusão de insulina, em comparação com a terapia com injeção, foi associado a menores riscos de hipoglicemia grave e cetoacidose diabética, e com melhor controle glicêmico.

Leia também: ‘Diabetes tipo 1 – veja os destaques da nova diretriz da ADA’

Referências:

  • Karges B, Schwandt A, Heidtmann B, Kordonouri O, Binder E, Schierloh U, Boettcher C, Kapellen T, Rosenbauer J, Holl RW. Association of Insulin Pump Therapy vs Insulin Injection Therapy With Severe Hypoglycemia, Ketoacidosis, and Glycemic Control Among Children, Adolescents, and Young Adults With Type 1 Diabetes. JAMA. 2017;318(14):1358–1366. doi:10.1001/jama.2017.13994

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *