Página Principal > Ginecologia e Obstetrícia > HPV: em pacientes vacinadas, rastreamento por pesquisa é mais eficaz do que o exame citopatológico
mulher sendo vacinada no braço

HPV: em pacientes vacinadas, rastreamento por pesquisa é mais eficaz do que o exame citopatológico

Tempo de leitura: 2 minutos.

Segundo artigo publicado essa semana na PLOS Medicine, em pacientes vacinadas, o rastreamento por pesquisa do HPV é mais eficaz do que o exame citopatológico (Papanicolau ou preventivo).

Para chegar nessa conclusão, pesquisadores realizaram um estudo open-label randomizado com 5.006 mulheres (idades entre 25 de 64 anos), que realizaram exame citopatológico ou rastreamento por pesquisa do HPV. Entre elas, 22% estavam no grupo com idade elegível para vacinação.

Mulheres submetidas a rastreamento por pesquisa foram encaminhadas diretamente para colposcopia quando HPV-16 ou 18 foram detectados, e, posteriormente, submetidas à triagem de citologia em base líquida ou com dois corantes para outros tipos de HPV de alto risco.

Você sabia? ‘MS anuncia ampliação da vacina contra o HPV; veja quem pode ser imunizado’

A análise foi ajustada de acordo com a idade elegível para vacinação contra o HPV. A taxa de referência para colposcopia foi semelhante em todos os grupos (aproximadamente 3%). No entanto, as taxas de detecção de lesões cervicais pré-cancerosas foi significativamente maior com o rastreio por pesquisa do HPV do que com a citologia (aproximadamente 1% vs. 0,1%; p = 0,003).

Com base nos achados, os pesquisadores concluíram que, neste estudo, o rastreamento por pesquisa do HPV foi associado a uma detecção significativamente aumentada de lesões cervicais pré-cancerosas de alto grau em comparação com a citologia, em uma população com um grande número de mulheres vacinadas. Essas descobertas fornecem apoio inicial para a implementação de rastreio por pesquisa de HPV em populações vacinadas.

Veja também: ‘Teste de urina para detectar HPV de alto risco?’

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *